top of page
P2190029.JPG

A soprano Camila Mandillo é diplomada pela Hochschule für Musik Hanns Eisler Berlin, onde terminou o mestrado com distinção, sob a orientação dos professores Martin Bruns e Uta Priew – com uma bolsa da Fundação Calouste Gulbenkian.

Recebeu também, bolsas de mérito tais como: ‘Deutshland Stipendium’; ‘Yehudi Menhin Live Music Now Berlin’ e.V; ‘Vladimir Piontkovsky Memorial Scholarship’; ‘Bernbeck Stiftung’; ‘Freunde Junger Musiker e. V Berlin’ e ‘DMR Stipendienprogramms 2022 im Rahmen von Neustart Kultur’.

Camila iniciou os seus estudos musicais na Escola de Música do Conservatório Nacional de Lisboa, onde terminou em 2014, ambos os cursos de canto e guitarra clássica.

Foi membro fundador, solista e assistente de direção artística do Coro Info-Juvenil da Universidade de Lisboa.

Apresenta-se regularmente em recitais de música de câmara e Lied, produções de ópera e música contemporânea – campo no qual tem vindo a obter particular notoriedade – e masterclasses, com artistas tais como Sophie Koch (Queen Elisabeth Music Chapel, Bélgica); Deborah York; Jill Feldman; Sarah Maria Sun; Janet Williams; Scott Weir e Robert Dean Smith.

No ramo da ópera destacam-se, entre outros, os seguintes papéis: Donna Anna e Zerlina em “Don Giovanni” de Mozart; Susanna em “Le Nozze di Figaro” de Mozart; Pamina em “Die Zauberflöte” de Mozart; ”Giulia em “La Scala di Seta” de Rossini; Morgana em “Alcina” de Handel; Belinda em "Dido e Eneias" de Purcell; Hana em "Blown off course" de Pedro Rebelo, e Ser I em "A Laugh to Cry" de Miguel Azguime – ópera premiada, que obteve o Alto Patrocínio da Presidência da República Portuguesa e projeto com o qual participa, desde 2022, numa digressão Nacional e Internacional.

No domínio da música contemporânea, salienta-se o debut num dos papéis principais na estreia absoluta de “Neuen Szenen IV” (Deutsche Oper Berlin); a participação solística no workshop ENOA “Composing for Voices and Orchestra with Kaija Saariaho” com a Orquestra Gulbenkian no grande auditório da Fundação; a participação como uma das sopranos selecionadas, na Academia vocal do Festival ‘Impuls 2023’ em Graz, Áustria – com uma performance com os Cantando Admonte e o IEMA Ensemble Modern; a performance como representante portuguesa (juntamente com o trompetista João Silva), no evento "Art's Birthday - Euroradio Ars Acustica Special Evening 2023" – com transmissão rádio em direto para vários países; a participação ativa em projetos com o Sond’Ar-te Electric Ensemble incluindo, entre outros concertos, a abertura do ‘Festival Música Viva 2022’ com a interpretação de "Voi (Rex)" de Philippe Leroux; o recital a solo integrado no "Ciclo Talentos Emergentes" do ‘Festival Música Viva 2021’ com transmissão em direto para a Antena 2 - rádio portuguesa; a performance de "Quatre chants pour franchir le seuil" de Gérard Grisey, com o Echo Ensemble; a performance no concerto "Poesie und Musikverbinden Zeiten und Welten" – evento organizado pela Mendelssohn Gesellschaft Berlin.

Projetos futuros incluem, entre outros, a abertura do “Festival Música Viva 2024” com uma performance de ‘Mysteries of the Macabre’ de György Ligeti, com a Orquestra Metropolitana de Lisboa.

bottom of page